Modificação da incidência radiográfica axilar para o ombro: uma nova posição

Autoria: Luís Filipe Senna; Rodrigo Pires e Albuquerque
Fonte: Revista Brasileira de Ortopedia
Tipo: Artigo
Formato: PDF
Ano: 2017
Idioma: Português

Visualizar/ Abrir

4 opiniões sobre “Modificação da incidência radiográfica axilar para o ombro: uma nova posição

  1. ESTA INCIDÊNCIA DISPENSA O PERFIL ESCAPULAR PARA DIAGNOSTICAR A SITUAÇÃO DE UMA LUXAÇÃO. SE ANTERIOR OU POSTERIOR AVALIADA PELA RELAÇÃO DA CABEÇA UMERAL COM A GLENÓIDE. PODEMOS OBSERVAR QUE O MEMBRO ATINGIDO PERMANECE LIGEIRAMENTE ABDUZIDO, CARACTERÍSTICA ESTA DE TODA LUXAÇÃO GLENO-UMERAL. PARABÉNS AOS AUTORES DESTA MODIFICAÇÃO.
    PODEMOS CHAMÁ-LA DE INCIDÊNCIA AXILAR DE OMBRO MODIFICADA DE SENNA E ALBUQUERQUE?

    • Olá Dejanilton. Realmente esta incidência é muito útil. Quanto à nomenclatura o autor do Tratado de Radiologia e Anatomia Associada, John Lampignano, afirmou que nas próximas edições o livro seguirá uma tendência, presente em toda a área médica, de eliminar gradualmente epônimos. Eles são úteis para homenagear os autores, porém pouco práticos em termos descritivos.

      • É VERDADE ANDRÉ. ESSA TENDÊNCIA ME PARECE QUE EM TODA A ÁREA MÉDICA. MEIO QUE INJUSTO COM OS COLEGAS. VALEU.

Os comentários estão desativados.