Ultrassonografia do tornozelo no diagnóstico das complicações da febre chikungunya

Autoria:  Roberto Mogami; João Luiz Pereira Vaz; Yêdda de Fátima Barcelos Chagas; Rodrigo Sperling Torezani; André de Almeida Vieira; Ana Célia Baptista Koifman; Yasmin Baptista Barbosa; Mirhelen Mendes de Abreu
Fonte: Radiologia Brasileira
Tipo: Artigo
Ano: 2017
Idiomas: Português/ Inglês


Resumo em Português

Objetivo: Descrever os principais achados ultrassonográficos da febre chikungunya no tornozelo.

Materiais e Métodos: Estudo transversal e observacional com 52 pacientes encaminhados ao Hospital Universitário Pedro Ernesto com quadros clínico e laboratorial compatíveis com febre chikungunya. Os exames foram realizados por um radiologista com mais de 20 anos de experiência no método.

Resultados: Houve predomínio do sexo feminino (88,5%) e média de idade dos pacientes de 58,4 anos. A maioria dos doentes (61,5%) era proveniente da zona norte da cidade do Rio de Janeiro e fazia uso de esteroides (46,2%) para o tratamento dos sintomas inflamatórios. As alterações ultrassonográficas mais comuns foram: derrame articular (69,2%), tenossinovites (59,6%), celulite (46,2%), espessamento da gordura de Kager (29,9%), miosite (sóleo e/ou flexor longo do hálux) (17,3%), bursite retrocalcânea (5,8%), roturas tendíneas (3,8%) e hiperfluxo vascular pelo Doppler de amplitude (3,8%).

Conclusão: Predominaram os sinais ultrassonográficos de sinovite e tenossinovite numa população majoritariamente do sexo feminino e com idade média de 58,4 anos. Sugere-se a realização de outros estudos para definição do papel da ultrassonografia no acompanhamento desses doentes.


Abstract in English

Objective: To describe the main ultrasound findings of chikungunya fever in the ankle.

Materials and Methods: This was a cross-sectional observational study involving 52 patients referred to the Hospital Universitário Pedro Ernesto and presenting with clinical and biochemical evidence of chikungunya fever. The examinations were performed by a radiologist with more than 20 years of experience in ultrasound.

Results: The predominant gender was female (in 88.5%), and the mean age was 58.4 years. The majority (61.5%) of the patients came from the northern part of the city of Rio de Janeiro, and 46.2% were using corticosteroids to treat inflammatory symptoms. The most common alterations observed by ultrasound were joint effusion (in 69.2%), tenosynovitis (in 59.6%), cellulitis (in 46.2%), Kager’s fat pad thickening (in 29.9%), myositis (of the soleus or flexor hallucis longus muscle) (in 17.3%), retrocalcaneal bursitis (in 5.8%), tendon ruptures (in 3.8%), and increased vascular flow on power Doppler (in 3.8%).

Conclusion: Signs of synovitis and tenosynovitis were the main ultrasound findings in a predominantly female population with a mean age of 58.4 years. Further studies are needed in order to define the role of ultrasound in the follow-up of such patients.


Artigo completo em Português: Ultrassonografia do tornozelo no diagnóstico das complicações da febre chikungunya

Full article in English: Ultrasound of ankles in the diagnosis of complications of chikungunya fever

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s