O papel da ultrassonografia na medida da gordura subcutânea e visceral e sua correlação com a esteatose hepática

Autoria: Roberto Velloso Eifler
Fonte: Radiologia Brasileira
Tipo: Artigo
Ano: 2013
Idiomas: Português/ Inglês


Resumo em Português

Objetivo: Avaliar as medidas ultrassonográficas da gordura subcutânea e da gordura visceral em comparação com o grau de esteatose hepática.

Materiais e Métodos: Foram avaliados 365 pacientes entre outubro de 2012 e janeiro de 2013. A gordura subcutânea e a gordura visceral foram medidas com transdutor convexo de 3 a 4 MHz colocado transversalmente 1 cm acima da cicatriz umbilical. Para a gordura visceral, considerou-se a distância entre a face interna do músculo reto abdominal e a parede posterior da aorta na linha média do abdome. A quantificação da esteatose hepática levou em consideração o aumento da ecogenicidade do fígado, a perda de definição das margens vasculares e o aumento da atenuação acústica.

Resultados: Em 38% da amostra constatou-se esteatose. Na detecção de esteatose moderada a severa, a área sob a curva ROC foi 0,96 para mulheres e 0,99 para homens, indicando pontos de corte para a espessura da gordura visceral de 9 cm e de 10 cm, respectivamente.

Conclusão: Comprovou-se correlação entre esteatose e espessura da gordura visceral e foram sugeridos valores para a espessura da gordura visceral que permitem distinguir a normalidade da esteatose simples e do risco de esteato-hepatite.


Abstract in English

Objective: To evaluate the sonographic measurement of subcutaneous and visceral fat in correlation with the grade of hepatic steatosis.

Materials and Methods: In the period from October 2012 to January 2013, 365 patients were evaluated. The subcutaneous and visceral fat thicknesses were measured with a convex, 3–4 MHz transducer transversely placed 1 cm above the umbilical scar. The distance between the internal aspect of the abdominal rectus muscle and the posterior aortic wall in the abdominal midline was considered for measurement of the visceral fat. Increased liver echogenicity, blurring of vascular margins and increased acoustic attenuation were the parameters considered in the quantification of hepatic steatosis.

Results: Steatosis was found in 38% of the study sample. In the detection of moderate to severe steatosis, the area under the ROC curve was 0.96 for women and 0.99 for men, indicating cut-off values for visceral fat thickness of 9 cm and 10 cm, respectively.

Conclusion: The present study evidenced the correlation between steatosis and visceral fat thickness and suggested values for visceral fat thickness to allow the differentiation of normality from risk for steatohepatitis.


Artigo completo em Português: O papel da ultrassonografia na medida da gordura subcutânea e visceral e sua correlação com a esteatose hepática

Full article in English: The role of ultrasonography in the measurement of subcutaneous and visceral fat and its correlation with hepatic steatosis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s