Pelvic endometriosis: a comparison between low-field (0.2 T) and high-field (1.5 T) magnetic resonance imaging

Autoria: Karine Minaif; David Carlos Shigueoka; Cintia Cristina Satie Minami; Danilo Moulin Sales; José Maria Cordeiro Ruano; Alberto Sinhiti Noguti; Sergio Ajzen; Jacob Szejnfeld
Fonte: Radiologia Brasileira
Tipo: Artigo
Formato: PDF
Ano: 2008
Idioma: Inglês

Visualizar/ Abrir

Faça um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s