Comparação entre técnica 3D convencional, field-in-field e compensação eletrônica para planejamento de manto

Autoria: Laís P. Martins; Leonardo P. Silva; Cássia Trindade; Paulo L. Garcia; Maíra R. Santos; Delano V. S. Batista
Fonte: Revista Brasileira de Física Médica
Tipo: Artigo
Ano: 2012
Idioma: Português


Resumo em Português

O tratamento com radioterapia externa de linfoma de Hodgkin na região acima do diafragma, requer um campo de radiação grande e com proteções de laringe, cabeça de úmero e pulmões. Esse formato do campo e sua grande extensão, que abrange diferentes DAPs, dificulta a entrega de dose homogênea. Técnicas como field-in-field e compensação eletrônica podem ser utilizadas para homogeneizar a dose e compensar a obliquidade do tecido. Três tipos de planejamento foram realizados para um paciente diagnosticado com Linfoma de Hodgkin do tipo esclerose nodular: um plano com dois campos, AP-PA (Plano AP), outro com quatro campos field-in-field (Plano FF), e o terceiro com dois campos e compensação eletrônica (Plano CE). Foram observados melhores gradiente, cobertura do PTV e distribuição de dose para o Plano CE, além da vantagem de este não necessitar da confecção dos blocos de proteção, enquanto os Planos AP e FF apresentam dosimetria mais simples e menos UM. Em relação à uniformidade da entrega da dose, o Plano AP apresentou áreas quentes na região do pescoço, o Plano FF apresentou áreas quentes na região dos ombros, e o Plano CE se mostrou mais uniforme sem áreas quentes. A compensação eletrônica é uma ferramenta útil para campos extensos e modelados como o campo de manto, mas deve-se levar em consideração a alta UM e a dosimetria mais complexa.


Abstract in English

External radiotherapy treatment for Hodgkin’s lymphoma over diaphragm region requires large radiation fields with protections applied to larynx, humerus head and lungs. The size and shape of the field, which covers different depths, make it difficult to distribute a homogeneous dose. Techniques such as field-in-field and electronic tissue compensation may be used to make dose homogeneous and compensate the obliquity from the tissue. Three types of planning were performed for diagnose of nodular sclerosis Hodgkin’s lymphoma: one plan with two fields, AP-PA (AP plan), another with four fields field-in- field (FF plan), and a third one with two fields and electronic tissue compensation (ETC plan). Results showed better gradient, cover of PTV and dose distribution for the ETC plan, besides the advantage from this technique of doesn’t require protection blocks. In the meanwhile, AP and FF plans require simpler dosimetry and fewer MU. Related to the uniformity of dose distribution, AP plan showed hot areas in the neck region, FF plan showed hot areas in the shoulder region and ETC plan showed most uniform distribution without hot areas. The electronic tissue compensation is a useful tool for large and shaped fields as the mantle field, however higher MU and complex dosimetry should be taken in account.


Artigo completo em Português: Comparação entre técnica 3D convencional, field-in-field e compensação eletrônica para planejamento de manto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s